Giulia Moura

Giulia Moura é Brasileira nascida e criada na cidade de São Paulo, Bacharel em Canto Erudito pelo Instituto de Artes da UNESP, foi semifinalista do Concurso Maria Callas, conquistou prêmios como a bolsa de estudos "Magda Tagliaferro", concedida pela Cultura Artística e "Sarzana Opera Festival" por Sabino Lenoci. Como solista cantou obras como "Messias" de G.F. Handel, "Missa em D" de Antonin Dvorak, "Stabat Mater" de Joseph Haydn, "Missa no. 4 em C" de Franz Schubert, "Salmo 112- Laudate Pueri" de Nunes Garcia, "Stabat Mater" de Giovanni Battista Pergolesi, entre outros.
Participou e trabalhou em óperas fora do país e fez personagens como Pajem na ópera "Rigoletto" de Giuseppe Verdi com La Camerata delle Arti, e interpretou a ária “Quel guardo il cavaliere“ da ópera “Don Pasquale“ de Gaetano Donizetti e a ária “Je Veux Vivre“ da ópera “Romeo et Juliette” de Charles Gounod em "Rita - Soap Opera", todas essas produções ocorreram em diferentes cidades da Itália. No Brasil, fez personagens como Clarice em "Il Mondo della Luna" de Joseph Haydn, Fe-an-nich-ton em “Ba-ta-clan“de Jacques Offenbach, Madame Silberklang em "Der Schauspieldirektor" de Wolfgang Amadeus Mozart, Noviça em "Suor Angelica" de G. Puccini. Também interpretou a ária “No word from Tom” da ópera “The Rakes Progress“ de Igor Stravinsky com a Orquestra Jovem do Theatro São Pedro. Em 2019 e 2020 foi solista convidada da Banda Sinfônica da Polícia Militar de São Paulo em diversos concertos e eventos do grupo na cidade, cantando árias como “Je Veux Vivre“ da ópera “Romeo et Juliette” de Charles Gounod, e “O mio Babbino Caro“ da ópera “Gianni Schicchi“ de Giacomo Puccini, e também outras peças do repertório popular.
Cantou em instituições como Academia de Opera do Theatro São Pedro, Associação Coral da Cidade de São Paulo, Coro Jovem do Estado de São Paulo, Coro Osvaldo Lacerda, no qual foi preparadora vocal, Le Nuove Musiche, Coro Acadêmico da OSESP. Estudou com Francisco Campos, Anderson Sousa, Luisa Giannini (Academia de Ópera do Theatro São Pedro), Marta Dalila (EMESP-Tom Jobim), Cristine Guse (UNESP) e Juliana Starling (UNESP/ Bolsa Magda Tagliaferro 2019). Integrou o Coro acadêmico da OSESP, sob regência de Marcos Thadeu, onde teve a oportunidade de estar sob direção de maestros renomados do Brasil e do Mundo. Participou de diversos festivais no Brasil e na Itália. Participou do Coro da banda The Rolling Stones em São Paulo.
Realizou diversos cursos e atualizações relacionadas a Pedagogia Vocal, como “Blue Note, Melismas e Microtonalidades“ de Connan Alves, “Ensinando Canto para Crianças“ de Camila Oca e Larissa Rosa, “Vozerio“ de Joana Mariz, “Mentoria para Professores de Canto“ Lugar da Voz com Gilberto Chaves e hoje cursa o PCV (Pedagogia e Ciência Vocal) com Mauro Fiuza. 
Atualmente integra a Academia de Ópera do Theatro São Pedro e o Trio Lazúli. 

giulia moura_edited_edited.jpg