Matheus Bellini

Natural de Santos (SP), iniciou seus estudos de violoncelo aos 12 anos, no Método Jaffé, sob direção artística de Renata Jaffé, atuando durante os cinco anos seguintes como chefe do naipe de violoncelos da Orquestra Instituto GPA, sob regência do maestro Daniel Miziuk. Passou então a aprimorar seus estudos com os violoncelistas Joel de Souza (Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo; UNESP) e Júlio Cerezo Ortiz (Orquestra Sinfônica da USP; Orquestra Experimental de Repertório; FAAM). Atuou como aluno bolsista e chefe do naipe de violoncelos em diversos festivais do Brasil, sob regência dos maestros Júlio Medaglia, Edson Beltrami, entre outros, além de Master Classes ministrados pelos violoncelistas Alexander Hülshoff (Alemanha), Wilsom Sampaio, Tânia Lisboa, Jefferson Peres, entre outros. Passou a estudar composição e arranjo, com destaque aos cursos de Regência (ETEC de Artes - SP), Arranjo e Editoração de Partituras (X Festival de Música de Ourinhos), ministrados por maestro Weslei Banus e maestro Neves. Em 2011, acompanhou ao violoncelo os artistas Caetano Veloso e Criolo na premiação VMB - Video Music Brasil, em apresentação transmitida pela MTV Brasil. Realizou também, neste mesmo ano, uma série de concertos com a Orquestra Típica De Puro Guapos, octeto especializado em tango argentino. Atuando como arranjador e violoncelista no quarteto Concerto de Rua, participou de diversos festivais internacionais de arte de rua, com destaque ao II Red Bull Soundergound e ao X Festival de Artistas de Rua da Bahia. Em 2012, participou de Master Class sobre prática de conjunto e improvisação com Hermeto Pascoal, pelo Santos Jazz Festival. Em 2013, através de financiamento coletivo, criou de forma independente o projeto Maratona Cultural: Orquestra na Rua, pelo qual já passaram cerca de 570 músicos de diferentes orquestras do Brasil. No ano seguinte, foi convidado pelo British Council (organização cultural do Reino Unido no mundo) para palestrar sobre o projeto na conferência internacional MultiOrquestra, realizada no Rio de Janeiro. Ainda em 2014, palestrou no fórum internacional Classical:NEXT, realizado em Rotterdam (Holanda), recebendo indicação ao Innovation Award, prêmio destinado a projetos de inovação na música clássica. Desde a sua criação, a Orquestra na Rua já realizou mais de 20 concertos ao ar livre, com destaque à abertura do primeiro Festival Arte na Rua, realizado pela Rede Globo de Comunicação na Av. Paulista (São Paulo), aonde 140 músicos integraram a orquestra. Hoje, atua principalmente como compositor e produtor musical, com obras para Canal Brasil, Instituto Querô, Aurora Filmes, além de artistas independentes como Gu Nogueira, Rodrigo Alarcon, Banda Zebra Zebra, Hataka, SAM, entre outros.

Rua do Alto, 546 - Tucuruvi

(Próximo ao Metrô Tucuruvi)

(11) 2206-0920/ (11) 99307-0645

escolademusicakim@hotmail.com